NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS
Buscar
 
 

Resultados por:
 


Rechercher Busca avançada

Dezembro 2018
SegTerQuaQuiSexSabDom
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      

Calendário Calendário

Quem está conectado
29 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 29 Visitantes :: 1 Motor de busca

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 473 em 30th Agosto 2014, 11:05 pm
Social bookmarking

Social bookmarking digg  Social bookmarking delicious  Social bookmarking reddit  Social bookmarking stumbleupon  Social bookmarking slashdot  Social bookmarking yahoo  Social bookmarking google  Social bookmarking blogmarks  Social bookmarking live      

Conservar e compartilhar o endereço de <a href="http://oulorivallan.forumeiros.com/">nas pegadas do mestre JESUS</a> em seu site de social bookmarking

Conservar e compartilhar o endereço de NAS PEGADAS DO MESTRE JESUS em seu site de social bookmarking

Conectar-se

Esqueci minha senha

Flux RSS


Yahoo! 
MSN 
AOL 
Netvibes 
Bloglines 


Votação
Estatísticas
Temos 4318 usuários registrados
O último usuário registrado atende pelo nome de paulo roberto

Os nossos membros postaram um total de 30312 mensagens em 13232 assuntos

A forma presente deste mundo está passando

Ir em baixo

A forma presente deste mundo está passando

Mensagem por ┼EKhristos em 20th Maio 2015, 4:04 pm

“...os que usam as coisas do mundo, como se não as usassem; porque a forma presente deste mundo está passando.“ 1 Coríntios 7:31

O casamento e as coisas que o envolvem. Nem sempre é fácil, nem tudo corre na perfeita exatidão, vivem os perseverantes, que conseguem olhar adiante, nenhuma censura aos que preferem trilhar caminhos diferentes. O apostolado foi instruído pelo Espírito, para esclarecer pontos relacionados ao casamento, “penso que também tenho o Espírito de Deus” (1 Coríntios 7:40), foi a afirmação de Paulo, para comprovar que apenas redigiu aquilo que o Espírito soprou em seus ouvidos.

Uma ótima leitura para um passo tão importante, na situação caótica do mundo, o temor de Deus é necessário para sustentar um casamento. Enquanto vivemos com nosso cônjuge, não só a nossa aparência, também a aparência do mundo vai passando, em nossa breve passagem por aqui esperando a eternidade, devemos ser instruídos a renunciar qualquer paixão humana.

Para permanência da paz, só estando unidos a santidade de Cristo, se algo não vai bem, os ensinos do Espírito, podem ajudar mais do que palavras humanas, aconselhamentos, terapias conjugais. A leitura diária das Sagradas Letras favorece o entendimento, está escrito que quem ama a si mesmo, deve amar com a mesma intensidade quem está ao seu lado. Poderá alguém odiar o seu próprio corpo, não tem cada um zelo pelo seu corpo? Assim faz Cristo com a igreja (Efésios 5:29).

Infinitas possibilidades ocorrem durante o casamento, alguns não duram meses, outros vão acumulando bodas. Os mandamentos entregue aos coríntios, buscavam conceder ordem para o casamento, e assim para a igreja, se tudo está perfeitamente bem em casa, também estará na casa de Deus.

Apesar de escritos por Paulo, ele mesmo atestava, “não eu, mas o Senhor” (1 Coríntios 7:10), preciosos conselhos sobre continência, permanência, reconciliação, divórcio, controle, conselhos aos solteiros, as viúvas, maridos descrentes e virgens.

O grande objetivo:

Deus nos chamou para vivermos em paz.” (1 Coríntios 7:15)

É uma pena que alguns já cederam, quando a loucura do sofrimento, provocou o inevitável rompimento. Ninguém salva ninguém, o Senhor é que salva a todos, marido ou esposa, nenhum tem controle sobre a salvação. A ordem aos coríntios era para que permanecessem conforme a designação divina, segundo o chamado de Deus (1 Coríntios 7:17), fosse incircunciso ou não, haja vista que ela nada significava, porque o que sempre importou foi obedecer aos mandamentos de Deus, permanecendo na condição em que foi chamado (1 Coríntios 7:19-20).

Ninguém deve mudar por alguma coisa ou alguém, permanecer no Senhor é primordial, o alto preço de sangue, não veio dos homens, mas do amor do Senhor. Somos “escravos” de Cristo não dos homens. De todas as coisas que poderiam ocorrer em Corinto, tudo foi precisamente escrito, para que os pensamentos fossem mais altos (Colossenses 3:2), que as preocupações aqui de baixo. 

Uma vez que cada um foi orientado devidamente, todos sadios poderiam honrar o Senhor, as famílias poderiam regozijar-se ainda mais. Bem, pode até ser que se Paulo escrevesse para o mundo, outra carta discorrendo sobre o casamento, ele encontraria hoje situações terríveis, uma época onde o respeito, a obediência ao Senhor estão não em segundo, terceiro, quarto plano, mas num patamar distanciado da verdade. Se seguissem com temor a lei de Deus, não seria necessário criar leis e delegacias para defender homens e mulheres, não haveria crimes, separações, nem abandono do uso natural.

“Vós, mulheres, estai sujeitas a vossos próprios maridos, como convém no Senhor. Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas. Vós, filhos, obedecei em tudo a vossos pais, porque isto é agradável ao Senhor. Vós, pais, não irriteis a vossos filhos, para que não percam o ânimo. “ (Colossenses 3:18-21)

_________________
postado por ┼EKhristos Visitem:http://ccbnovascriaturas.forumotion.com/


┼EKhristos

Mensagens : 787
Pontos : 1967
Data de inscrição : 31/07/2010
Idade : 43
Localização : Maringá

http://ccbnovascriaturas.forumotion.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum